3 de fev de 2017

55 ANOS DO BLOQUEIO MAIS LONGO DA HUMANIDADE !


CUBA RESISTE !! #SomosTodosFidel

No dia 3 de fevereiro de 1962 o presidente John F.Kennedy assinou a Ordem Executiva 3447 que dispôs sobre o embargo total do comércio com Cuba. Dessa forma, o governo dos EUA oficializou o bloqueio contra o Estado e o povo cubanos.

Daquela data em diante novas agressões e novas leis foram editadas por aquele país na tentativa de 'asfixiar' o povo cubano com a finalidade (hoje já divulgada ) de fazer com que as pessoas se insurgissem contra a Revolução Cubana. 

Todas estas leis converteram o bloqueio em um complexo conjunto de normas onde a motivação principal do poder estadunidense se traduz de forma transparente nas palavras de Lester Mallory, secretário de Estado em 1960 : "provocar fome, desespero e a derrota do governo cubano."


 
Atualmente, quando a pergunta que se faz é "o que Cuba pode esperar de do recém eleito presidente - por ser do partido republicano" é bom que se esclareça que grande parte dos ataques contra Cuba (aí incluídas as leis hostis) foi tomada durante os governos democratas, a saber:

Kennedy (democrata) em 1961 com a invasão de Playa Girón; expulsão de Cuba da OEA; em 1962 com a Ordem 3447;

Bill Clinton (democrata) em 1996 promulgou a Lei Helms-Burton que englobava todas as normas anteriores; proibição de viagens a Cuba;

Obama (democrata) apesar de declarações sobre o bloqueio ter sido inútil e estar obsoleto, muito pouco fez para flexibilizar o mesmo com poderes que detinha para isso. Além disso, foi o presidente estadunidense que mais multas aplicou em empresas e bancos estrangeiros por violar o bloqueio. Foram mais de 50 empresas e bancos que renderam aos cofres estadunidenses mais de 14 bilhões de dólares.

Assim sendo e por tudo isso o povo cubano segue resistindo e contando com enorme solidariedade em todo o mundo, isolando cada vez mais os EUA da comunidade internacional, independente do partido ou da pessoa que esteja no poder naquele país.

Mesmo porque, como já foi declarado, pouco importa quem seja o atual 'inquilino' da casa Branca. Ali funciona uma "corporocracia' - governo das corporações. Qualquer aproximação entre os dois países terá que ser realizada dentro do respeito mútuo. Sem isso, não há possibilidade de 'normalização' das relações diplomáticas. 
Sem o fim do bloqueio, a devolução do território de Guantánamo ilegalmente ocupado, o fim das subvenções a grupos terroristas, o fim, enfim, das hostilidades perpetradas pelos EUA contra Cuba, não se pode falar em boas relações entre ambos países.

Não acabou ! Tem que acabar !!

PELO FIM DO BLOQUEIO CONTRA O POVO CUBANO !

VENCEMOS !! VENCEREMOS !!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário