30 de nov de 2016

CINZAS DE FIDEL VIAJAM DE HAVANA ATÉ SANTIAGO


A urna com as cinzas de Fidel Castro deixou Havana nesta quarta-feira para uma viagem de quatro dias em caravana pela ilha até Santiago de Cuba, berço da revolução, onde serão enterradas no domingo.

Depois de dois dias de homenagem na praça da Revolução, as cinzas contidas numa arca de cedro envolta na bandeira cubana e protegida por uma caixa de vidro iniciaram o trajeto efetuado em sentido inverso por Fidel Castro no momento da vitória da gloriosa Revolução em 1959.

A caravana partiu às 07:16 (horário de Havana) do Ministério das Forças Armadas, na presença de membros do Governo, de dignitários do Partido Comunista e da viúva de Fidel Castro, Dalia Soto del Valle.

Centenas de milhares de cubanos aglomerados ao longo dos cordões de segurança agitaram bandeiras e lançaram vivas à passagem da caravana de sete veículos, intitulada "caravana da liberdade".

Após quatro dias de viagem e percorridos cerca de 950 quilômetros, as cinzas serão enterradas no domingo no cemitério de Santa Ifigenia de Santiago, ao lado do mausoléu de José Martí, herói da independência de Cuba.














Fonte: SIC Notícias - http://sicnoticias.sapo.pt/

                                                               HASTA SIEMPRE COMANDANTE !!!

                                                                                  VENCEREMOS !!!

RAÚL NO ADEUS A FIDEL: DAQUI LHE DIZEMOS ATÉ A VITÓRIA SEMPRE!!



Foto: Estúdios Revolución
Pronunciamento do General do Exército Raúl Castro Ruz, Primeiro Secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba e Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, no ato público em homenagem póstuma ao Comandante-em-Chefe da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz, na Praça da Revolução, em 29 de novembro de 2016, “Ano 58 da Revolução”.

Estimados Chefes de Estado e de Governo;

Senhores Chefes de Delegações;

Destacadas personalidades;

Todos os Amigos;

Querido povo de Cuba (Aplausos):

Ainda que caiba a mim o discurso final, em 3 de dezembro próximo, quando estaremos juntos na Praça da Revolução Antonio Maceo, em Santiago de Cuba, desejo expressar agora, em nome do nosso Povo, Partido e Governo, bem como da nossa família, a mais sincera gratidão por sua presença aqui, pelas palavras emocionantes aqui proferidas e também pelas extraordinárias e incontáveis expressões de solidariedade, carinho e respeito recebidas, do mundo inteiro, nesta hora de dor e comprometimento.

Fidel dedicou sua vida à solidariedade e liderou uma Revolução socialista “dos humildes, pelos humildes e para os humildes”, que se tornou um símbolo do anticolonialismo, anti-apartheid e da luta anti-imperialista pela emancipação e a dignidade dos povos.

Suas palavras vibrantes ressoam hoje, nesta Praça, como em 26 de julho de 1959, na Concentração Camponesa em apoio à Reforma Agrária, que foi como cruzar o Rubicão e resultou em que se proclamasse a sentença de morte à Revolução. Aqui Fidel afirmou que “a reforma agrária será feita!”. E a fizemos. Hoje, 57 anos depois, estamos homenageando a quem a concebeu e conduziu. (Aplausos)

Neste lugar, votamos com ele, a Primeira e Segunda Declaração de Havana em 1960 e 1962, respectivamente (Aplausos). Frente às agressões apoiadas pela Organização dos Estados Americanos (OEA) Fidel proclamou que “por trás da Pátria, da bandeira livre, da Revolução redentora … há um povo digno”, disposto a defender a sua independência e “o rumo comum da América Latina libertada.”

Estava com Fidel no edifício que agora ocupa o Ministério das Forças Armadas Revolucionárias, quando ouvimos a explosão do navio francês La Coubre, que transportava as primeiras e únicas armas que podíamos comprar na Europa. Partimos para as docas no intuito de ajudar as vítimas, porque sabíamos que a explosão vinha do navio que descarregava as armas, quando, minutos após a nossa chegada, ocorreu uma segunda explosão, era uma armadilha fatal. Ambas as explosões provocaram 101 mortes e inúmeros feridos.

Aqui, com ele, foi assinada a Declaração de Cuba como Território Livre de Analfabetismo em dezembro de 1961 (Aplausos), no final da Campanha de Alfabetização protagonizada por mais de 250 mil professores e alunos incansáveis, enquanto, naquele mesmo ano, veteranos do Exército Rebelde e das recém implantadas Milícias Nacionais Revolucionárias combatiam os mercenários na Praia de Girón e nas áreas montanhosas, lutando contra bandidos armados, infiltrados a partir do exterior que, entre outros diversos e múltiplos crimes, assassinaram dez jovens professores. Alcançamos a vitória em Girón e, simultaneamente, concretizamos a meta da alfabetização em todo o país (Aplausos), para consagrar, como declarou Fidel à época, que “os jovens têm o futuro em suas mãos! (Aplausos)

Com profunda emoção ouvimos aqui nesta praça, o Comandante em Chefe, no Solene Velório da noite de outubro de 1967, para a despedida e a homenagem ao inesquecível Comandante Che Guevara e aqui regressamos, 30 anos mais tarde, durante a fase mais difícil do Período Especial, para comprometermo-nos, perante seus restos mortais, a seguir seu exemplo imortal.

Consternados e indignados, assistimos à despedida e ao luto pelas 73 pessoas mortas, pelo terrorismo de Estado, no bombardeio da Empresa Cubana de Aviação, em Barbados. Entre os mortos estavam os jovens vencedores de todas as medalhas de ouro do quarto Campeonato de Esgrima da América Central e do Caribe. Naquela época, repetimos com Fidel: “Quando um povo enérgico e viril chora, a injustiça estremece!” (Aplausos.) (Exclamações de: “A injustiça treme!”)

Esta é a Praça dos importantes atos do Primeiro de Maio na capital; em 1996 a manifestação contra o bloqueio e a Lei Helms-Burton, que ainda subsistem; o enorme Desfile de 1999 e da Tribuna Aberta da Juventude, Estudantes e Trabalhadores em 2000. Foi aqui que Fidel expôs seu conceito de Revolução que é, hoje em dia, o de milhões de cubanos, em um ato de vontade sagrada (aplausos).

Este é o local para aonde corremos para apoiar as resoluções dos Congressos do Partido Comunista de Cuba.

Com esse mesmo espírito, o povo vem à Praça da Revolução, nestes tristes dias, com uma grande participação dos jovens, para prestar sua homenagem emocionada e jurar fidelidade às ideias e ao trabalho do comandante-em-chefe da Revolução Cubana (Aplausos).

Querido Fidel:

Junto ao monumento a José Martí, herói nacional e mentor da tomada do Quartel de Moncada, onde nos reunimos há mais de meio século, em tempos extremamente dolorosos, para honrar nossos mártires, proclamar nossos ideais, reverenciar nossos símbolos e consultar o povo quanto às decisões transcendentais. Precisamente aqui, onde celebramos nossas vitórias, dizemos-lhe, juntamente com o nosso povo abnegado, combativo e heroico: Até a vitória sempre!! (Exclamações de: “Sempre!” E aplausos)

(Brados de: “Viva Fidel! Viva Raúl!”.)
Publicado por Granma
Tradução: Resistênciahttp://www.resistencia.cc/
                                        
                                                                                 VENCEREMOS !!!

MAIS DE DOIS MILHÕES DE PESSOAS LOTAM A PRAÇA DA REVOLUÇÃO PARA SE DESPEDIR DE FIDEL


População lotou praça da Revolução para dar adeus a Fidel
Imagine um país onde cerca de 20% de sua população faz questão de ir se despedir do ex-presidente que morreu?! Este país é Cuba. Mais de 2 milhões de pessoas já passaram pelo ato de despedida realizado na praça da Revolução, em Havana. Todos querem dizer um último adeus ao comandante.

Além do povo cubano, responsável por prestar a homenagem mais linda que se pode oferecer a um líder, o ato conta com a participação de dezenas de presidentes, representantes oficiais de governo e outras autoridades políticas.

Entre os presidentes que foram a Cuba se despedir de Fidel estão: Rafael Correa, Equador; Enrique Peña Niet, México; Daniel Ortega, Nicarágua; Nicolás Maduro, Venezuela; Hage Geingob, Namíbia; Eshaq Jahangiri, vice-presidente do Irã; Li Yunchao, vice-presidente da China; Salvador Sánchez Cerén, de El Salvador; Alexis Tsipras, primeiro ministro da Grécia e Roosevelt Skerrit, primeiro ministro da República Dominicana.

Entre os enviados oficiais dos países estavam: Jacob Zuma, presdiente do Congresso da África do Sul; Abdelkader Bensalah, representante da Argélia; Hamad bin Khalifa, enviado do Catar; Nguyen Thi Kim Ngan, presidenta da Assembleia do Vietnã; Viachesalav Volodin, presidente do congresso russo e Viktor Sheiman, enviado especial da Bielorrússia. 



Todos os chefes de Estado e os representantes oficiais discursaram e lamentaram profundamente a morte do ex-presidente Fidel Castro.

Ao final desta onda de homenagem nas Praça da Revolução, as cinzas de Fidel serão levadas para sua cidade natal, Santiago de Cuba, percorrendo um caminho de forma que o povo das demais cidades possa render uma última homenagem ao líder. 

 
Em Santiago haverá um último ato político aberto à população e por fim, uma cerimônia particular para a família no cemitério onde as cinzas de Fidel serão enterradas.

Em um vídeo produzido pela agência AFP é possível ver a multidão que lotou a praça, além de trechos dos discursos de alguns chefes de Estado. O presidente do congresso da África do Sul, Jacob Zuma, ressaltou a contribuição de Fidel Castro na luta de seu país contra o apartheid. 



Assista abaixo o vídeo da cerimônia de despedida a Fidel  na Praça da Revolução. 

                                         
Fonte: Portal Vermelho - http://www.vermelho.org.br/
Vídeo: RT en Español

                                                                                   VENCEREMOS !!!
 

MÚSICOS CUBANOS COMPÕEM CANÇÃO DE DESPEDIDA PARA FIDEL CASTRO (VÍDEO)

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO
#CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra


Músicos cubanos cantam em agradecimento ao grande líder da Revolução. O gigante Fidel Castro deixa um legado de dignidade, direitos sociais, orgulho e saudade para o seu povo. Cuba, apesar da dor, não cansa de prestar homenagens a seu eterno Comandante em Chefe!
video

                                                                                  VENCEREMOS !!!

#FIDELVIVE! LINDO VÍDEO !


Mais homenagem, nunca vai ser demais.....Gracias, Comandante !

Para quem for assistir: a música é linda, aumente o som!

video

                                                                 VENCEREMOS !!!

29 de nov de 2016

PORQUE A EDUCAÇÃO EM CUBA É UMA HISTÓRIA DE ÊXITOS E O QUE ELA PODE ENSINAR AO MUNDO

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO
#CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra

 
Estudantes em Havana, 2011 - Foto: Ibar Silva

Por Clive Kronenberg no The Conversation

Cuba leva muito a sério o tema da educação. Se converteu em uma prioridade depois que Fidel Castro liderou o triunfo da Revolução em 1959. A educação ajudou o país a se desfazer do rótulo de território mais desigual do Caribe hispânico durante os períodos coloniais e pós-coloniais de princípios do século XX.

As bases da nova ordem social – e socialista – de Fidel se fundamentavam na ideia comum de que só uma educação de qualidade poderia acabar com a grave situação de pobreza, ignorância e subdesenvolvimento que o país sofria.

Cuba investiu muito dinheiro para conseguir que seu sistema educativo fosse de qualidade. Durante as décadas de 1980 e 1990, a relação entre os gastos em educação e o produto interno bruto se encontrava entre as mais altas do mundo.

Cuba tem muito a ensinar à África e ao mundo no que se refere a priorizar e reformar o sistema educativo. Seu enfoque educativo contribuiu para a mudança social. Podem ser tiradas lições valiosas dessa experiência que poderiam ser úteis para o continente africano e, como demonstrei em meus estudos, particularmente para a África do Sul.

Após o governo socialista de Fidel Castro chegar ao poder, Cuba revolucionou o ensino por meio de três métodos:

1. Alfabetização
Campanha de Alfabetização em Cuba, anos 60 - Foto: Cubadebate/arquivo
Em 1961, foi lançada a Campanha de Alfabetização, que sentou as bases da importância da educação para uma sociedade em conflito e em transição. Durante um ano, se concentrou a atenção em um milhão de analfabetos e se mobilizou 250 mil professores e milhares de estudantes.

No final de 1961, 75% desse milhão de pessoas havia alcançado um nível de alfabetização rudimentar. Foram realizados seguimentos meticulosos da educação da população adulta.

2. Acesso universal

Enquanto a campanha de alfabetização seguia seu curso, o índice de matriculação dos colégios aumentava consideravelmente (e se multiplicou por dois uma década depois).

O governo apresentou programas para as meninas que viviam no campo, as trabalhadoras domésticas, as prostitutas e para aquelas que haviam deixado o colégio antes de se formar. Esses programas, junto com a recém-fundada Organización de Guarderías, tinham como objetivo assegurar que a educação fosse acessível a todos. Essas medidas também se concentraram nas pessoas que viviam em zonas rurais isoladas.

O trabalho duro de Cuba deu seus frutos. Desde meados da década de 1990, o índice de admissão escolar se manteve em 99% tanto para meninos como para meninas, em comparação com 87% do resto da região latino-americana. Nessa época, 94% dos estudantes chegavam ao quinto grau, em contraste com 74% da região. Os índices de matrícula nas escolas secundárias variavam de 78% para os meninos a 82% para as meninas, enquanto no resto da região esses índices eram de 47% e 51%, respectivamente.

3. Importância dos professores

Cuba sabe o quão são importantes os bons professores. Durante uma extensa investigação, descobri que as instituições de ensino para professores utilizam, quando possível, os métodos e estratégias de ensino melhor documentados e mais avançados. Para ser professor em Cuba é preciso ser inteligente, ter um bom caráter, estar disposto a contribuir ao desenvolvimento social e ter boa relação com as crianças.

No início do século, Cuba presumia ser o país com mais professores per capita do mundo: um para cada 42 estudantes. Na Conferência Internacional de Pedagogia que teve lugar em Havana em 2015, foi revelado que, esse ano, a proporção de estudantes e professores era de um professor para cada 12 alunos.

A educação para a transformação social

Os métodos que Cuba utiliza são respeitados e empregados fora de suas fronteiras. Até 2010, seu método de alfabetização havia sido adotado em 28 países da América Latina, Caribe, África, Europa e Oceania. Esse método ajudou a formar milhões de pessoas não escolarizadas.
Graças às conversas que mantive com os responsáveis pela educação cubana durante minhas viagens de investigação, descobri que Cuba quer que o resto dos países que estejam passando por dificuldades aprendam com sua experiência. Opinam que é lamentável que quase 800 milhões de pessoas – dois terços delas são mulheres – sejam analfabetas. Também é imperdoável que quase 70 milhões de crianças não tenham acesso à educação básica.

Todos os cubanos defendem que é preciso ajudar a desenvolver as mentes das pessoas para que elas depois possam contribuir com um mundo livre de medos, ignorâncias e doenças. No final das contas, a educação empodera os seres humanos e lhes dá a oportunidade de se converter em perseguidores e guardiões do progresso e da paz.

O firme compromisso do governo cubano com a educação é inegável. A relativamente modesta situação econômica da ilha faz com que os triunfos educativos sejam ainda mais surpreendentes. Isso estabelece a base objetiva para um estudo mais profundo de seus métodos, especialmente por parte de países com dificuldades.

No final das contas, as conquistas de Cuba não são fruto de milagres ou coincidências. São o resultado de anos de esforço, de trabalho, de sacrifício e do cumprimento de compromissos cruciais com métodos muito eficazes.

Clive Kronenberg é Doutor e pesquisador da Universidade Técnica da Península do Cabo, na África do Sul.

Fonte: Solidários a Cuba
Traduzido do espanhol por Diário Liberdade.
Traduzido do inglês por Irene de Andrés Armenteros.



                                                                                   VENCEREMOS !!! 

CUBANOS SE DESPEDEM DE FIDEL NA PRAÇA DA REVOLUÇÃO (VÍDEO)

#HastaSiempreComandante #Fidelvive 
#PELOFIMDOBLOQUEIO  
#CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra


Desde as 9h da manhã de ontem (28) cubanos formam grandes filas para despedir-se de Fidel Castro na Plaza de la Revolución (Praça da Revolução), onde estão as cinzas do ex-mandatário, no Memorial a José Martí. O povo cubano foi convocado também a firmar ali um compromisso com as ideias do ex-presidente e de dar continuidade ao socialismo. As informações são da agência argentina Télam.

As despedidas se estendem até hoje às 19h, quando será convocado "um ato de massas". Fidel Castro – que em seu último pedido expressou o desejo de ser cremado.

Delegações internacionais, mandatários e personalidades já estão em Cuba para o funeral do comandante, que, em vida, pronunciou na Plaza de la Revolución a maioria de seus célebres e longos discursos.

Entre as presenças confirmadas está a do rei da Espanha, Juan Carlos, e se dá como certa a presença dos presidentes de países aliados de Cuba, como os da Venezuela, Nicolás Maduro; Bolívia, Evo Morales; Nicarágua, Daniel Ortega; e Equador, Rafael Côrrea.

Ontem a Rússia informou que será representada pelo presidente da Duma (Câmara de Deputados), Viacheslav Volodin, e a Grécia pelo primeiro-ministro, Alexis Tsipras.

Tampouco se descarta o comparecimento de ex-mandatários como o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, a argentina Cristina Kirchner e o uruguaio Pepe Mujica, que mantiveram uma estreita relação com Fidel, conforme assinalou a agência de notícias espanhola EFE.

Na quarta-feira, dia 30, as cinzas de Fidel começam um périplo pela ilha para que todos os cubanos deem o último adeus, numa viagem que imitará, ao contrário, o percurso da Caravana da Liberdade, na qual os rebeldes da Sierra Maestra atravessaram o país desde Santiago de Cuba quando triunfou a revolução em 1959.

Os restos do comandante chegarão a Santiago de Cuba no sábado, dia 3 de dezembro, quando terá lugar outro grande ato em homenagem a Fidel. A cerimônia de inumação (colocação das cinzas em sepultura ou jazigo), que se espera ser íntima e familiar, será no domingo, dia 4 de dezembro, no Cemitério da cidade de Santa Ifigênia, o mesmo em que repousam as cinzas do líder cubano José Martí.

                       
Fonte: EBC                   
                                                             
                                                                 HASTA LA VICTORIA SEMPRE !!!
                                                                  VENCEREMOS !!!

28 de nov de 2016

LEGADO DE FIDEL CASTRO E DA REVOLUÇÃO CUBANA APESAR DO BLOQUEIO DOS EUA

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO  #CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra
 

- Um dos maiores Índices de Desenvolvimento Humano do mundo (ONU). 
- Seu sistema de saúde é um exemplo para o mundo (OMS). 
- Único país da América sem desnutrição infantil (UNICEF). 
- Declarado Paraíso Internacional da Infância (UNICEF). 
- Taxa de mortalidade infantil mais baixa da América. 
- 54% do orçamento é destinado a serviços sociais. 
- 13 mil médic@s graduad@s desde 1961. 
- O país que destina a maior parte do PIB à educação. 
- O melhor sistema educacional da América Latina. 
- 10 estudantes por docente. 
- 200 milhões de crianças dormem na rua, nenhuma delas é cubana. 
- Desenvolveu 4 vacinas contra o câncer. 
- Cuba foi considerada o país mais eficiente na luta contra o Ebola. 
- Enviou 796 médic@s e enfemeir@s à Libéria e Guiné. 
- O primeiro país a eliminar a transmissão do HIV durante a gravidez. 
 - A descoberta da cura do vitiligo.



                                                     VENCEMOS !!! VENCEREMOS !!!

POEMA: FIDEL, COMANDANTE DA SOLIDARIEDADE

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO  #CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra



Como não sentir a perda humana
De quem fez do tempo um testamento
Que inspirou a juventude dando alento
E enfrentou os inimigos da História.
Para os pobres é o símbolo da vitória...
Para os ricos, um resquício da derrota.
Mas com Ele o império mudou a rota
E a utopia veio a ser realidade.
Implantou o sistema da igualdade,
Extirpou a humilhação e a mais-valia...
Fez a estrela brilhar durante o dia
E os valores penetrar nas consciências.
Fez o êxito navegar sobre as carências,
Tudo em nome do amor à humanidade...
Cultivou o olhar à liberdade
De quem sonha e acredita no futuro;
Enviou para o mundo, sobre os muros
Médicos, voluntários e professores.
Não deu trégua para os exploradores
Que exploram com as forças produtivas;
Com suas mãos fez a obra mais altiva
De tornar o mundo mais humano...
Corrigiu das ideias os graves danos
E os desvios dos vícios imorais...
Encarnou verdades universais
E enfrentou as mentiras descabidas...
Dos exemplos que marcaram a sua vida,
Desde o abstrato ao mais concreto;
Que apesar das guerras fratricidas
Com muita dor e sangue nas feridas,
O mundo é hoje, mais solidário e menos analfabeto.
Comandante do tempo e das convicções!
Que deixa os bons exemplos como herança
Será verso, no canto das crianças
E texto, na escrita dos universitários...
Nos pobres será sempre uma lembrança...
E esperança entre os camponeses e operários.
Que a tua voz ecoe no continente
Que a tua luta nos torne mais conscientes
E que o teu ânimo encante a liberdade.
Gratos somos pelo que nos é deixado...
E o teremos nos corações eternizado:
Comandante da solidariedade.


Teixeira de Freitas, Bahia, 26 nov 16


                                                                 VENCEREMOS !!!

27 de nov de 2016

JOVENS CUBANOS RENDEM HOMENAGEM A FIDEL CASTRO NA UNIVERSIDADE DE HAVANA (FOTOS)

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO  #CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra

Ontem jovens se reuniram na Universidade de Havana para homenagear o eterno Líder da Histórica Revolução que garantiu direitos, orgulho e dignidade ao povo cubano.













Fonte: Cubadebate

                                                                 VENCEREMOS !!!

FIDEL, PRESENTE !!! LINDA HOMENAGEM REALIZADA NO LARGO DO MACHADO - RIO DE JANEIRO (FOTOS)

#HastaSiempreComandante #Fidelvive
#PELOFIMDOBLOQUEIO  #CubaVsBloqueo #YoVotoVsBloqueo #SolidaridadVsBloqueo #CubaEsNuestra



Linda homenagem realizada no Largo do Machado - Rio de Janeiro na noite de ontem.

Várias entidades se reuniram hoje para fazer um ato em uma praça para registrar o desaparecimento físico do grande Comandante em Chefe Fidel Castro. Levavam flores, fotos, velas, música, vídeos, tudo para homenagear o ícone agora mais imortal do que nunca. Muito mais do que os seus inimigos gostariam.

Microfone aberto, as pessoas puderam falar em seu nome, de suas entidades, todos reunidos pela dor, se consolando mutuamente mas, acima de tudo, renovando as esperanças em um mundo melhor. 

Muito se mencionou sobre o homem que desaparece fisicamente e a obra que permanece para sempre. Como se todos ali estivessem para um compromisso maior, de continuar a luta, de refazer tarefas, de não deixar de lutar por um outro mundo possível e necessário.

A situação atual do país como um desafio para todos que estavam ali - e também os que não puderam ir - a todo momento mencionada.

Muitos depoimentos, muita emoção, vozes embargadas, velhos, jovens, gente de todo tipo.

Teve prosa, poesia, Galeano, textos de Fidel. Todo mundo procurando um consolo, criticando as TVs do país e a forma de tratamento dada à morte e à figura de Fidel....

Ao final foi exibida uma parte do vídeo do Comitê sobre o bloqueio, muito bem recebido por todos e todas. Depois disso, música cubana.

Justa homenagem.

FIDEL, PRESENTE !!!

Gracias, Fidel, por tudo que fizeste por este mundo. Seguimos adiante !!

Hasta la vitória, Comandante !











































Fotos: Mídia Ninja e Comitê Carioca de Solidariedade a Cuba

                                                                  VENCEREMOS !!!