31 de jul de 2014

ATIVIDADES EM SETEMBRO MARCARÃO OS 16 ANOS DA PRISÃO DOS 5 HERÓIS.

Os Cinco.

Atividades durante o mês de setembro em Washington D.C. e em São Francisco para registrar os 16 anos de prisão dos 5 Cubanos. 

De 12 de setembro a 8 de outubro, solidários com a causa dos 5 Cubanos estarão organizando atividades em várias cidades pelo mundo para denunciar os 16 anos de cruel encarceramento dos Cinco. 



René González e Fernando González estão de volta à Cuba depois de cumprir suas sentenças completas, mas Gerardo Hernández, Antonio Guerrero e Ramón Labañino permanecem nas prisões norte-americanas. Eles estão pagando um alto preço por defender seu país contra o terrorismo. Em vez de continuarem presos, esses três homens mereciam receber medalhas de honra por suas ações. É hora do presidente Obama negociar com Cuba uma solução humanitária para o caso e, deixar que os homens retornem para casa  junto aos seus entes queridos.

O Comitê Internacional pela Liberdade de Cuba 5 voltará a Washington DC após 5 dias de atividades a favor dos Cinco, no mês de junho. Os membros do Comitê, os amigos que dão apoio e personalidades farão visitas ao Capitólio para dar continuidade as ações do ano passado. A Comissão realizará um protesto em frente à Casa Branca e um evento público. Em São Francisco haverá uma passeata de bicicletas em apoio aos Cinco Cubanos.



PROTESTOS EM FRENTE A CASA BRANCA PELOS 16 ANOS DE PRISÃO DOS 5 CUBANOS.

Ativistas durante a III Jornada Mundial Pelos Cinco, em junho.

Sexta, 12 de setembro ao meio dia
Em frente ao Parque Lafayette 
16 anos é muito tempo! 
LIBERDADE AOS CINCO já!

Evento público em Washington, DC 

Junte-se a nós para uma noite de solidariedade aos Cinco Cubanos 
Sábado, 13 setembro às 19:00 horas 

Local: Sindicato Internacional de Empregados de Serviço (SEIU) 
1800 Massachusetts Avenue 
NW Washington, DC 
(Estação de Metrô Dupont Circle - Linha Vermelha)  

O programa incluirá: 

Discurso de Boas Vindas feito pelos líderes do Sindicato dos Serviços, logo em seguida palestras com:

• Jose Ramon Cabañas, Presidente da Seção de Interesses de Cuba em Washington DC. 

• Yeidckol Polevnsky, ex-vice-presidente do Senado do México. 

• Stephen Kimber, professor de Jornalismo da Universidade do Kings College, em Halifax. Autor de "O que tem do outro lado do mar -. The True Story of the Cuban Five" 

• Ann Wright, Ativista da Paz, o ex-coronel do Exército dos EUA e ex-funcionário do Departamento de Estado. 

• Piero Gleijeses, professor de Política Externa dos Estados Unidos no Paul H. Nitze School of Advanced International Studies da Universidade Johns Hopkins. 

Poesia e outras apresentações culturais 


BICICLETAÇO PELOS 5 CUBANOS EM SÃO FRANCISCO 


Sábado, 27 de setembro às 16:00 horas

Começando na parada do BART na 24th & Misión.

Ativistas da Área da Bahia percorreram as ruas de San Francisco para dar informações sobre o caso dos Cinco Cubanos. Para mais informações ligue: 510-219-0092 ou 415-269-7917.

                                i VOLVERÁN !! TODOS !!!

26 de jul de 2014

DEPUTADOS COSTARRIQUENHOS PEDEM QUE OBAMA ENCONTRE UMA SOLUÇÃO HUMANITÁRIA PARA O CASO DOS CINCO.














A carta traduzida: 

Da Costa Rica 

Com data de 2 de Junho. 23 parlamentares de Costa Rica se dirigiram por carta a Obama pedindo a libertade de Gerardo Hernández, Ramón Labañino y Antonio Guerrero, 3 dos Cinco antiterroristas cubanos presos nos EE.UU por mais de 15 anos. Na carta mencionam a solução do presidente de Uruguay José Mujica, que defende uma saída humanitária ao caso de los Cinco antiterroristas cubanos e exortam o governo dos EEUU a "considerar seriamente a troca humanitária de Gerardo Hernández, Antonio Guerrero y Ramón Labañino, pelo agente estadunidense Allan Gross".

São José Costa Rica, América Central, 2 de junho de 2014
Presidente Barack Obama.
1600 Pennsylvania Avenue,
NW Washington, DC 20500 USA.

Sua Excelência Senhor Presidente Obama,

Em 12 de setembro de 2014, completaram 16 anos desde que cinco cidadãos cubanos foram presos nos EEUU e foram condenados sem provas a duras condenações que variam de 15 anos a duas prisões perpétuas, em um julgamento carente de garantias processuais realizado em Miami. 

Desde então, 12 de setembro de 1998, esses homens passaram a ser reconhecidos internacionalmente como "Os Cinco cubanos", considerados por seu povo e os povos de nossa América, como Patriotas Antiterroristas Cubanos, já que agiam para impedir atos terroristas contra Cuba e os própios EE.UU.
Os governos dos ex presidentes Bill Clinton, George Bush e o seu próprio tem sido testemunhas que desde então, o mundo todo tem se manifestado em favor deles e têm silenciado suas vozes para que todos saibam que seu governo deve e pode libertar Gerardo Hernández, Ramón Labañino y Antonio Guerrero, três dos Cinco cubanos que ainda permanecem na prisão.
Senhor Presidente, já é hora de por fim a uma das mais terríveis injustiças que sombreia o ideal de democracia e de justiça de seu país, deixando parecer que prevalece a mentira e padrões duplos, como o presente caso.
Em seu poder está a possibilidade de conceder a clemência que merecem para que regressem a sua Pátria cubana, junto a suas famílias e seu povo.
Senhor Presidente Obama, nós Deputados da Assembléia Legislativa da Costa Rica, hoje nos unimos ao clamor dos movimentos sociais e solidários do Mundo, para apoiar a proposta enviada a você por um dos mais dignos presidentes da América Latina, sua Excelência Senhor Presidente do Uruguai José Mujica, que manifestou sérias preocupações sobre o caso dos Cinco e os prisioneiros de Guantánamo, casos que constituem duas grandes vergonhas para a humanidade. Além disso, nós pedimos que você considere seriamente a troca humanitária de Gerardo Hernández, Antonio Guerrero e Ramón Labañino, pelo agente dos EUA Alan Gross. 
Senhor Presidente, esperamos que você atenda nossa solicitação e ponha fim a vergonhosa injustiça cometida contra os Cinco Patriotas Antiterroristas Cubanos.


 Com os melhores cumprimentos:


Deputados da Costa Rica, de Assembleia Legislativa da Costa Rica.


Ligia Elena Rodríguez Fallas 
Jorge Arguedas Mora 
José Corrales L 
José Antonio Aguilar Ramirez 
Ronald Vargas Araya 
Carlos Hernández Alvarez
Gerardo Vargas Varela
Edgardo Araya Vinicio Sibaja
Humberto Corrales Varas
Patricia Castellanos Mora
Francisco Javier Cambronero Arguedas
Marvin Antonio Delgado
Nidia Vasquez Jimenez M
Laura S. Garro
Marlene Madrigal Flores
Marta Mora Arauz
Jorge Rodríguez
Franklin Corella U
Rosibel Ramos Madrigal
Rafael Ortiz
Emilia Molina Cruz
Víctor Hugo Morales
Natalio Guerrero Campos


                        i VOLVERÁN !! TODOS !!!




25 de jul de 2014

Fernando González: "Só a solidariedade e ação de homens e mulheres honestos de todo o mundo fará com que os Cinco Cubanos voltem para casa.",

O herói da República de Cuba, Fernando González Llort, destacou o sofrimento que têm passado Os Cinco e suas famílias por conta da injustiças que tem sido submetidos em seus longos períodos de cárcere nos Estados Unidos; onde ainda permanecem seus irmãos de luta Antonio, Rámon e Gerardo. Fernando,que é um dos cinco, falou para cerca de 120 membros da Brigada Européia José Martí,e em seu discurso enfatizou sua campanha para que todos retornem à sua terra natal.

A questão do sofrimento dos familiares dos Cinco fez com que Fernando se referisse ao envolvimento de Aylin Labañino, filha de Rámon, que o procedeu na palavra.

Em um encontro com a Brigada na sede de sua base de alojamento, no Acampamento Internacional Julio Mella de Caimito, Fernando expressou profunda gratidão pelo apoio recebido: "Na Europa, o Movimento de Solidariedade com Cuba é forte, e vocês são a representação disso", disse Fernando referindo se aos comitês de libertação dos Cinco em vários países.

Agora que se completam 16 anos de cárcere, é necesário atingir a maior quantidade de pessoas possível, para que se possa expor o quanto essa situação é injusta. Embora Fernando reconheça que o que cada pessoa possa fazer sozinha é pouco, o companheiro afirma que cada pessoa é como um pequeno rio que se une a outros para que todos corram para um oceano de cooperação.

"Cada notícia de cooperação que chega aos Cinco, faz com que eles consigam folego e força para continuar. Digo isso por experiência própria.", disse Fernando, e ressaltou que não pode permitir que os seus irmãos de luta cumpram toda a pena a que foram condenados.

Ele insistiu na sua decisão de não medir esforços para influenciar os Estados Unidos para a liberação dos Cinco, contando para isso com personalidades culturais e parlamentares: "Temos ainda um ano inteiro para trabalhar na organização da próxima Jornada em Washington.", disse.



"Garantimos que eles vão continuar a resistir. É nossa responsabilidade trazê-los de volta", afirmou esperando que cause efeito no governo dos EUA.

Aylin Labañino comoveu a brigada ao contar lhes a respeito dos filhos e sobrinhos destes heróis: "Crescemos vendo nossos pais e tios em cartazes e na televisão. Quando isso começou eu tinha 11 anos, agora tenho 26. Não se pode viver a infância de novo, e com isso perdemos muitos momentos em que queríamos que eles estivessem ao nosso lado". 

Falou também do otimismo de Rámon: "o otimismo deles nos estimula, suas forças nos dão incentivo de acreditar".

Irma Shewerert, mãe de René, disse a brigada que ao longo dos anos desta batalha a grande mídia tem se mantido em silêncio sobre o caso dos Cinco, afirmando que ficou a cargo dos próprios familiares contar pessoa a pessoa a verdade sobre a injustiça cometida contra os Cinco.

"Saber que Fernando e René já estão em casa nos dá uma grande força para continuar a luta", afirmou Irma, pedindo em seguida para que os colaboradores usem as novas tecnologias, tais quais a imprensa alternativa e as redes sociais para divulgar o caso, por acreditar que o povo americano não tem idéia da injustiça cometida contra os Cinco. 

Na reunião, Elio Gamez, vice-presidente do ICAP, destacou a importância de "se preparar para novas atribuições na campanha pelos Cinco,um movimento de solidariedade em que todos os cubanos têm orgulho".

Vários brigadistas interviram para relatar suas experiências na campanha, e emitiram uma declaração que marca a injustiça como uma violação forte dos direitos humanos. "Comprometemo-nos a intensificar as ações pelos Cinco, e à enviar mensagens para o presidente dos EUA com objetivo que o mesmo conceda clemência; e  a promover a participação dos parlamentares europeus na campanha.[...] Só a solidariedade e ação de homens e mulheres honestos de todo o mundo fará com que os Cinco Cubanos voltem para casa.", diz o texto. 

! VOLVERÁN !! TODOS !!!

21 de jul de 2014

EXPOSIÇÃO EM CUBA HOMENAGEIA OS CINCO HERÓIS.

Foi inaugurada no dia 17 em Cuba, a exposição "Meu amor à arte, meu amor a Cuba", dedicada aos Cinco Heróis Antiterroristas Cubanos, o evento contou com a presença dos dois heróis que já estão em liberdade, Fernando e René González, familiares dos Cinco e outras personalidades mundiais. Com obras da vanguarda artística contemporânea, presidida pelo colecionador e galerista de origem estadunidense Gilbert Brownstone e doadas pela Fundação Brownstone ao Memorial José Martí, em Havana. Abaixo algumas fotos da inauguração. 

Fotos: Marcelino Vazquez Hernandez










Fernando González Llort (D), com Mirta Rodríguez (C), mãe de Antonio (Tony) Guerrero e Aylin Lañino (E), filha mais velha de Ramón Labañino.
 
René González Sehweret, acompañado de su esposa Olga Salanueva

CARTA DOS CINCO AGRADECE A LUTA DOS BRASILEIROS.

O comitê Carioca Liberdade aos Cinco Cubanos, recebeu uma carta enviada por nossos Cinco Heróis através da coordenadora do Comitê Internacional, Alicia Jrapko, por e-mail, em que eles agradecem o trabalho realizado no Brasil durante a Copa do Mundo. Nós é que nos sentimos honrados em poder contribuir um pouquinho nessa luta de justiça e solidariedade. A construção de um mundo mais justo, solidário e livre dos grilhões capitalistas, depende entre outras coisas de pormos fim a esse crime que completará 16 anos em setembro. Abaixo a carta original seguida da versão traduzida.

Original:



QUERIDAS HERMANAS Y HERMANOS BRASILENOS

ACABAMOS DE LEER TODAS LAS NOTICIAS QUE NOS ENVIARA NUESTRA ESTIMADA ALICIA JRAPKO ACERCA DE LA IMPRESIONANTE LABOR DE SOLIDARIDAD CON LOS CINCO Y CON CUBA QUE USTEDES LLEVARAN A CABO DURANTE LA "COPA MUNDIAL DE FOOTBALL" Y QUEREMOS HACERLES LLEGAR A TODOS EL CARINO, AMOR Y GRATITUD ETERNAS POR TAN FRUCTIFERA JORNADA.

BIEN CONOCEMOS DE LO APRETADO DE SUS AGENDAS, DE LA LUCHA COTIDIANA Y QUE EN MEDIO DE TODO ENCUENTREN UN ESPACIO TAN DEDICADO A NUESTRA CAUSA Y NUESTRA PATRIA, NOS LLENA DE ORGULLO Y DEUDA HISTORICA QUE SABREMOS SIEMPRE HONRAR CON NUESTRAS PROPIAS VIDAS Y NUESTRA PELEA COTIDIANA.
GRACIAS A TODOS POR EL "GRAN GOLAZO DE AMOR Y APOYO" QUE ACABAN DE PROYECTAR.

!VIVA LA HERMANDAD ENTRE NUESTROS PUEBLOS DE AMERICA!

!VIVAN BRASIL Y CUBA!

!CINCO ABRAZOS AGRADECIDOS!

!HASTA LA VICTORIA SIEMPRE!
TONY.
GERARDO.
RENE.
FERNANDO.
RAMON.
JULIO 16/ 2014. 12:44 P.M.
FCI ASHLAND, KENTUCKY.


Traduzida:

 BRASIL - enviado da prisão de Kentucky.  
"Queridas irmãs e irmãos brasileiros

Acabamos de ler todas as notícias que nos enviou nossa estimada Alicia Jrapko acerca do impressionante trabalho de solidariedade com os Cinco e com Cuba que vocês realizaram durante a Copa do Mundo de futebol e queremos fazer chegar a todos o carinho, amor e gratidão eternos por tão frutífera jornada.


Bem sabemos de suas agendas ocupadas, da luta cotidiana e que em meio a tudo isso encontrem um espaço tão dedicado à nossa causa e nossa pátria nos enche de orgulho e dívida histórica que saberemos sempre honrar com nossas próprias vidas e nossa batalha cotidiana.
Obrigado a todos pelo "golaço de amor e apoio" que acabam de realizar.

Viva a fraternidade entre nossos povos da América.

Viva Brasil e Cuba !!

Cinco abraços agradecidos !

i HASTA LA VICTORIA SIEMPRE !

TONY.
GERARDO.
RENE.
FERNANDO.
RAMON.

JULIO 16/ 2014. 12:44 P.M.
FCI ASHLAND, KENTUCKY."



                             i VOLVERÁN !! TODOS !!!

8 de jul de 2014

RÚSSIA CONFIRMA PERDÃO DE US$ 35 BILHÕES EM DÍVIDAS DE CUBA.

Por Brasil de Fato:

Câmara baixa do Parlamento russo ratificou acordo assinado entre Rússia e Cuba que prevê anulação de 90% da dívida de Havana para com a extinta União Soviética
07/07/2014
Da Redação:
O Parlamento russo ratificou um acordo assinado entre Rússia e Cuba que prevê a anulação de 90% da dívida de Havana com a extinta União Soviética, na última sexta-feira (4).
O documento ratificado prevê a anulação do montante de US$ 35,2 bilhões e o
reembolso do restante do valor (aproximadamente US$ 3,5 milhões) ao longo de dez anos. O dinheiro será transferido para contas especiais e reinvestido integralmente na economia cubana.
A ratificação acontece uma semana antes de uma visita à ilha do presidente russo, Vladimir Putin, durante a qual buscará intensificar as relações comerciais bilaterais.
Desde 2005, Rússia e Cuba têm buscado intensificar suas relações, que registraram grande redução desde a desintegração do bloco soviético, em 1991.
http://www.brasildefato.com.br/node/29110

                                i VOLVERÁN !! TODOS !!!

5 de jul de 2014

BICICLETAÇO PELOS 5 EM NOVA YORK.

Como última postagem deste dia 5 de julho e esperando que no próximo ano já não seja mais necessário exigir do governo estadunidense que ponha fim a este crime, ficam estas fotos do Bicicletaço pelos Cinco em Nova York - EUA.
 






                                          i VOLVERÁN !! TODOS !!!

UM 5 DE JULHO DIFERENTE.

Neste 5 de julho as demostrações de apoio aos nossos heróis vêm carregadas de esperança. Uma maior visibilidade da causa, obtida depois do sucesso da III Jornada Mundial Pelos Cinco em Washington D.C., somado ao excelente trabalho desenvolvido pelos comitês espalhados pelo mundo e a forte militância de dois novos ativistas: Fernando González, e René González, dois dos Cinco, que foram libertados após cumprirem 100% de suas penas, têm atraindo cada vez mais simpatizantes que lutam pela liberdade de Gerardo Hernández, Antonio Guerrero, Ramón Labañinos. O momento é tão favorável que até mesmo a opinião pública e o povo estadunidense começaram a pressionar o governo de Barack Obama para por fim aos crimes cometidos contra Cuba e seus cidadãos. 



                                            i VOLVERÁN !! TODOS !!!



TODOS PELOS CINCO.

Somos todos pelos Cinco. A campanha pela libertação dos Cinco Heróis Cubanos vive um momento muito especial, quando o mundo inteiro pressiona o governo estadunidense a por fim a esse crime. 


Josefina Sanchéz Bazan               Amanda Bloom   
- ativista cubana.                          - ativista canadense.



Fernando Morais,escritor  .              Renato Simões, deputado
- em Washington, D.C.                 federal - em Washington, D.C.


  Alunos do Curso Latino ENFF - Escola Nacional Florestan      

Osmar e Mauro - esteticistas       Daniel da Silva, trabalhador
— em Rio de Janeiro.                  de portaria de prédio.
                                                    - em Rio de Janeiro. 


Emerson - vendedor de mate       Ignacio Ramonet - jornalista
- Praia de Ipanema, RJ.                e escritor espanhol
                                                     - em Washington, D.C

Carmen Diniz, Comitê                  Francisco Letelier - filho 
Carioca em Memorial                   do diplomata chileno 
Abraham Lincoln             .            Orlando Letelier 
em Washington D,C                     Assassinado em Washington
                                                    - em Washington D,C.                 

Gustavo, o brasileiro que               Jeanie e Stephen Kimber
dirige a ong CASA em                    - ele autor do livro sobre
em Maryland, Washington DC        os Cinco : “What Lies 
                                                       Across the Water- The 
                                                       Real Story of The Cuban 
                                                       Five”.


Denilson, trabalhador de             Marcelo Durão dirigente
condomínio - em Rio de               do MST- Movimento dos
Janeiro.                                        Trabalhadores Sem Terra 
                                                     - em Rio de Janeiro.  
   
Trabalhadores da limpeza         Alunos do Curso Latino ENFF
urbana, Praia de Ipanema,        - Escola Nacional Florestan
Arpoador - Rio de Janeiro         Fernandes - em Guararema, SP.   




Valmira Guida                          Alicia Jirapko e Bill 
secretária Executiva              Hackwell- ela coordenadora 
da casa da  América               do Comitê Internacional
Latina do Rio de                     Pela Liberdade dos Cinco
Janeiro.                                    e ele fotógrafo e
                                                   antropólogo estadunidense.



Paula Mairán - Presidente             Mario Augusto 
do Sindicato dos Jornalistas          Jakobskind-Presidente
do Rio de Janeiro,                         da Comissão de
                                                      Defesa da Liberdade
                                                      de Imprensa e Direitos
                                                      Humanos> (ABI)
                                                      Associação Brasileira
                                                      de Imprensa.


          






MST - Movimento dos              Jaqueline , funcionária 
Trabalhadores Rurais               do Sindicato dos
durante a III Jornada                dos jornalistas do Rio 
Pelos Cinco.                              de Janeiro.


Aqui mais uma foto da companheira Carmen Diniz durante a III jornada em Washington D.C.    


                                               i VOLVERÁN !! TODOS !!!
                                         

PADRE BRITÂNICO ENVIA CARTA A OBAMA PELOS CINCO.

O Padre Geoffrey Bottoms, sacerdote católico britânico, envia carta a Obama para pedir a libertação dos Cinco. Ele é membro executivo da Campanha Britânica de Solidariedade a Cuba, tem visitado Gerardo Hernández, Ramón Labañino e Fernando González nas prisões estadunidenses e se reunido regularmente com seus familiares. É um seguidor da Teologia da Libertação.





“ Estimado Presidente Obama,
Como sacerdote católico na Grã Bretanha tenho acompanhado o caso dos cinco cubanos presos nos Estados Unidos conhecidos como ‘Os Cinco Cubanos’ desde 2002. Eles foram declarados culpados em Miami de acusações que vão desde não ter se registrado como agentes estrangeiros até a acusação de conspiração para cometer espionagem e inclusive assassinato e receberam sentenças de 15 anos até dupla prisão perpétua. Na realidade eles estavam defendendo seu povo contra atos de terrorismo de certos grupos de cubano-americanos de Miami hostis a Havana que provocaram a morte de quase 3.500 pessoas e ferimentos em mais de duas mil.
A Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas na recomendação de seu Grupo de Trabalho sobre Detenções Arbitrárias e Anistia Internacional expressaram sua preocupação quanto à legalidade e imparcialidade do julgamento realizado em um ambiente tão hostil como Miami, onde ocorreram irregularidades no devido processo legal. Uma Comissão de Investigação realizada em março de 2014 em Londres liderada por 3 juízes internacionalmente reconhecidos chegou à mesma conclusão.
Assisti a três audiências de apelação para os Cinco em Miami e Atlanta e ouvi todos os argumentos. Também visitei a três deles nas prisões e estou convencido de ter havido um grave erro judiciário. 
Fernando González e René González regressaram a Cuba depois de terem cumprido suas penas, mas estou apelando ao senhor pela libertação de Gerardo Hernández que está cumprindo duas prisões perpétuas em uma prisão de segurança máxima em Victorville, Califórnia , Antonio Guerrero que cumpre 22 anos de prisão em FCI Marianna e Ramón Labañino (conhecido como Luis Medina)que cumpre uma pena de 30 anos em Ashland FCI.
O processo de apelação está em uma fase de habeas corpus com novas provas que surgiram de jornalistas pagos pelo governo estadunidense para escrever matérias tendenciosas antes e durante o julgamento propriamente dito.
Sr. Presidente, sei que o senhor é homem de paz, tendo sido laureado com o Prêmio Nobel da Paz e sei também que é um homem de fé que tenta colocar em prática na vida pública seus princípios cristãos. Por isso faço um chamado pela libertação dos restantes três prisioneiros cubanos para o bem de promover as relações entre EUA e Cuba e a paz mundial. Certamente o Sr pode encontrar uma solução humanitária para este caso.
O mundo mudou desde 1959 e é óbvio que a política estadunidense com Cuba desde então não alcançou seus objetivos. No entanto, causou muito sofrimento, inclusive a estes homens e suas famílias e especialmente a Adriana, esposa de Gerardo Hernández a quem se tem negado sistematicamente um visto para visitar seu marido desde 1998. Creio que são vítimas desta estratégia fracassada.
Seu país e Cuba podem se beneficiar de uma relação de cooperação e respeito mútuo e sua presidência poderia se definir como a que pôs fim a décadas de uma política estéril a um país em desenvolvimento nobre e heroico, próximo geograficamente que só deseja seguir seu futuro humanitário livre de interferência externa.
Pode fazê-lo ? Sim, o Sr. pode !
Com o maior respeito,”

Padre Geoffrey Bottoms
Sheffield UK



                               i VOLVERÁN !! TODOS !!!